aranhaSão animais peçonhentos, apesar de serem artrópodes, não pertencem a classe dos insetos. Apresentam glândulas de veneno, mais a maioria não é fatal ao homem. Os aracnídeos (aranhas, escorpiões, ácaros, carrapatos) têm quatro pares de patas, não possuem antenas nem asas e tem o corpo dividido em 2 partes: cefalotórax e abdômen.

Os aracnídeos são comumente encontrados em forros, cantos de rodapés, janelas, em locais onde há geralmente a passagem de insetos, os quais são fontes de alimento para a aranha.

A maioria das aranhas produzem teias, uma linha de seda que é secretada através de glândulas produtoras de seda e torcida pelos órgãos especialmente adaptados situados no abdômen chamados fiandeiras que possuem uma resistência maior que um fio de cabelo (na mesma espessura) e podem também, produzir mais de um tipo de seda, tendo como função apreender alimento e a colocação e abrigo de ovos. Por serem tão fortes podem capturar até mesmo pássaros e morcegos.

Como os outros artrópodes apresentam a fase de muda. As espécies utilizam a seda de várias maneiras e quase todas liberam a linha de seda quando se movimentam fixando-a em intervalos como uma espécie de corda de segurança.

As fêmeas podem colocar de 1 a 2.000 ovos os quais são escondidos em uma bolsa feita de seda até a eclosão.

Os aracnídeos variam muito de tamanho, coloração e apresentam reprodução sexuada. Geralmente as aranhas maiores costumam usar o solo como abrigo.

Algumas aranhas podem ser identificadas pela espessura, forma e desenho de sua teia: ampulheta, círculos, esferas, cruz, etc. Geralmente começam tecendo uma estrutura que servirá de armadilha, depois tecendo fios radianos ao redor do ponto central como os raios de uma roda. Essa estrutura é feita de seda que não se gruda, a aranha anda sobre ela enquanto tece fios pegajosos em forma de espiral que irão servir como armadilha. Algumas espécies constroem a cada noite uma nova teia, algumas produzem teias que podem chegar a 2,5 metros.

Existem hoje mais de 32.000 espécies identificadas e há provavelmente muito mais a serem encontradas. As populações de aranhas são enormes – podem existir 2.500.000 aranhas em 5.000 metros de pasto. No decorrer de um ano todas as aranhas do mundo se alimentam de uma quantidade e um peso incrível de insetos, sem elas a terra poderia ser devastada por eles. O tamanho das aranhas variam desde 0,5mm até a gigantesca tarântula que mede até 9 cm.

Todas as aranhas possuem presas para dominar suas vítimas e a maioria possui glândulas venenosas para amortecer os insetos antes de predá-los. Somente algumas aranhas são nocivas aos seres humanos, como por exemplo a viúva-negra (Latrodectus spp), aranha marrom (Loxosceles spp) e a aranha armadeira (Phoneutria spp).

As aranhas vivem em todos os tipos de habitat: quente, seco, frio e úmido.